Uso do Sistema de Informação de Imunização do Brasil: qual a realidade?

Autores/as

DOI:

https://doi.org/10.15649/cuidarte.2138

Palabras clave:

Programas de Imunização, Sistemas de Informação, Avaliação em Saúde, Atenção Primária à Saúde, Enfermagem em Saúde Pública

Resumen

  • Percebe-se que os SII, apesar de não apresentarem problemas estruturais de grande relevância, é subutilizado, o que acaba reduzindo a sua aplicabilidade, sobretudo no poder decisório efetivo desse sistema.
  • O estudo aponta que há deficiências no uso das informações do SII pelos profissionais de enfermagem das UAPS.
  •  O uso das informações do SII precisa ser reconhecido pelos profissionais como necessário, útil e aplicável, sendo parte do processo de trabalho em sala de vacinação.
  •  Assim, torna-se essencial estratégias de motivação, sensibilização, capacitação e supervisão para a utilização maximizada das informações de imunização no processo decisório.

Introdução: A informação em saúde é essencial na tomada de decisões no âmbito das políticas públicas e tem se apresentado como instrumento essencial na interpretação de fenômenos. Assim, o estudo teve como objetivo avaliar o uso do Sistema de Informação de Imunização pelos profissionais de enfermagem. Materiais e métodos: Estudo transversal analítico realizado num município da Macrorregião Oeste de Minas Gerais, com profissionais de enfermagem por meio de um checklist validado. Para análise, utilizou-se um sistema de escores, classificado como: adequado, parcialmente adequado, não adequado e crítico. A mediana foi utilizada como medida-resumo para a análise descritiva e o Teste Qui-Quadrado de Pearson, para comparação de proporções. Resultados: Dos 104 profissionais de enfermagem, 14,4% relatam fazer uso dos registros para a gestão da informação em vacinação, 93,3% realizam o controle de estoque dos imunobiológicos, sendo esta a única atividade classificada como adequada. A produção do relatório de listagem de faltosos (39,4%), produção do relatório de cobertura vacinal (36,5%) e divulgação das informações consolidadas produzidas (17,3%) foram classificados como críticos. Não houve associações estatisticamente significativas entre as variáveis estudadas. Discussão: A subutilização das informações do sistema de informação traz consequências para os serviços de imunização, como baixas coberturas vacinais e oscilações nas proporções de abandono, além dificultar o planejamento e a tomada de decisões dos gestores das salas de vacinação. Conclusões: O uso das informações dos sistemas de informação precisa ser reconhecido pelos profissionais como necessário, útil e aplicável, sendo parte do processo de trabalho em sala de vacinação.

Como citar este artigo: Rodrigues, Samuel Barroso; Amaral, Gabriela Gonçalves; Silva, Brener Santos; Oliveira, Gabriela Cunha Corrêa Freitas de; Tavares, Laís Oliveira de Moraes; Oliveira, Valéria Conceição de; Guimarães, Eliete Albano de Azevedo.  Uso do Sistema de Informação de Imunização do Brasil: qual a realidade?. Revista Cuidarte. 2022;13(1):e2138. http://dx.doi.org/10.15649/cuidarte.2138  

Biografía del autor/a

Samuel Barroso Rodrigues, Universidade Federal de São João del-Rei

Programa de Pós-graduação em Enfermagem. Universidade Federal de São João del-Rei, Campus Centro-Oeste Dona Lindu (UFSJ/CCO)

Gabriela Gonçalves Amaral, Universidade de São Paulo (EERP/USP)

Programa de Pós-Graduação Enfermagem em Saúde Pública. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo (EERP/USP)

Brener Santos Silva, Universidade de São Paulo (EERP/USP)

Programa de Pós-Graduação Enfermagem em Saúde Pública. Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo (EERP/USP)

Laís Oliveira de Moraes Tavares, Universidade Federal de São João del-Rei, Campus Centro-Oeste Dona Lindu (UFSJ/CCO)

Programa de Pós-graduação em Enfermagem. Universidade Federal de São João del-Rei, Campus Centro-Oeste Dona Lindu (UFSJ/CCO)

Valéria Conceição de Oliveira, Universidade Federal de São João del-Rei, Campus Centro-Oeste Dona Lindu (UFSJ/CCO)

Programa de Pós-graduação em Enfermagem. Universidade Federal de São João del-Rei, Campus Centro-Oeste Dona Lindu (UFSJ/CCO)

Eliete Albano de Azevedo Guimarães, Universidade Federal de São João del-Rei, Campus Centro-Oeste Dona Lindu (UFSJ/CCO)

Programa de Pós-graduação em Enfermagem. Universidade Federal de São João del-Rei, Campus Centro-Oeste Dona Lindu (UFSJ/CCO)

Referencias

Pinheiro ALS, Andrade KTS, Silva DO, Zacharias FCM, Gomide MFS, Pinto IC. Health management: the use of information systems and knowledge sharing for the decision making process. Texto Contexto Enferm. 2016;25(3):1-9. http://dx.doi.org/10.1590/0104-07072016003440015

Ministério da Saúde (BR). Departamento de Informática do SUS. Plano diretor de tecnologia da informação 2016. Brasília: MS; 2016. 73p. https://datasus.saude.gov.br/wp-content/uploads/2020/02/PDTI-2016.pdf

Cavalcante RB, Kerr-Pinheiro MM, Guimarães EAA, Miranda RM. Panorama de definição e implementação da Política Nacional de Informação e Informática em Saúde. Cad Saúde Pública. 2015;31(5):960–70. https://doi.org/10.1590/0102-311x00095014

Silva BS, Souza RG, Souza KC, Rodrigues SB, Oliveira VC, Guimarães EAA. Structural and procedural conditions in National Immunization Program Information System establishment. Rev Bras Enferm. 2020;73 (4):e20180939. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0939

Luhm KR, Waldman EA. Sistemas informatizados de registro de imunização: uma revisão com enfoque na saúde infantil. Epidemiol Serv Saúde. 2009;18(1):65-78. http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-49742009000100007

Sato APS. National Immunization Program: computerized system as a tool for new challenges. Rev Saúde Pública. 2015;49(39). https://doi.org/10.1590/S0034-8910.2015049005925

Champagne F, Brousselle A, Hartz ZMA, Contandriopoulos AP, Denis JL. A análise de implantação. In: Brousselle A, Champagne F, Contandriopoulos AP, Hartz ZMA, organizadores. Avaliação, conceitos e métodos. 2ª reimpr. Rio de Janeiro: Fiocruz; 2016. p. 217-38. https://www.scielo.br/j/csc/a/sJxCFXXQ7Xc5zn34x34gJ5C/?format=pdf&lang=pt

Oliveira VC, Guimarães EAA, Amaral GG, Silva TIM, Fabriz LA, Pinto IC. Acceptance and use of the Information System of the National Immunization Program. Rev Latino-Am Enfermagem. 2020;28:e3307. http://dx.doi.org/10.1590/1518-8345.3360.3307

Cutts FT, Claquin P, Danovaro-Holliday MC, Rhoda DA. Monitoring vaccination coverage: defining the role of surveys. Vaccine. 2016; 34 (35):4103-9. https://doi.org/10.1016/j.vaccine.2016.06.053

Ferreira VLR, Waldman EA, Rodrigues LC, Martineli E, Costa AA, Inenami M, et al. Avaliação de coberturas vacinais de crianças em uma cidade de médio porte (Brasil) utilizando registro informatizado de imunização. Cad Saúde Pública. 2018;34(9):e00184317. https://doi.org/10.1590/0102-311x00184317

Bramer CA, Kimmins LM, Swanson R, Kuo J, Vranesich P, Jacques-Carrol LA, Shen AK. Decline in child vaccination coverage during the COVID-19 Pandemic - Michigan Care Improvement Registry, May 2016-May 2020. Morb Mortal Wkly Rep. 2020;69(20):630-1. https://doi.org/10.15585/mmwr.mm6920e1

Madewell ZJ, Wester RB, Wang WW, Smith TC, Peddecord KM, Morris J, et al. Voluntarily reported immunization registry data: reliability and feasibility to predict immunization rates, San Diego, California, 2013. Public Health Rep. 2017;132 (3):357-65. https://doi.org/10.1177/0033354917699827

Yamoah P, Bangalee V, Oosthuizen F. Knowledge and Perceptions of Adverse Events Following Immunization among Healthcare Professionals in Africa: A Case Study from Ghana. Vaccines. 2019;7(28):1-15. https://doi.org/10.3390/vaccines7010028

D’Ancona, F, Gianfredi V, Riccardo F, Iannazzo S. Immunisation Registries at regional level in Italy and the roadmap for a future Italian National Registry. Ann Ig. 2018;30:77-85. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/29465145/

Dolan SB, Carnahan E, Shearer JC, Beylerian EN, Thompson J, Gilbert SS, et al. Redefining vaccination coverage and timeliness measures using electronic immunization registry data in low- and middle-income countries. Vaccine. 2019;37(13):1859-67. https://doi.org/10.1016/j.vaccine.2019.02.017

McDonald HI, Tessier E, White JM, Woodruff M, Knowles C, Bates C, et al. Early impact of the coronavirus disease (COVID-19) pandemic and physical distancing measures on routine childhood vaccinations in England, January to April 2020. Euro Surveill. 2020;25(19):2000848. https://doi.org/10.2807/1560-7917.ES.2020.25.19.2000848

Braz RM, Domingues, CMAS, Teixeira, AMS, Luna, EJA. Classification of transmission risk of vaccine-preventable diseases based on vaccination indicators in Brazilian municipalities. Epidemiol Serv Saúde. 2016;25(4):745-54. https://doi.org/10.5123/s1679-49742016000400008

Ministério da Saúde (BR). Departamento de Informática do SUS. Doses aplicadas por ano segundo Município – Divinópolis, MG. Brasil. Brasília: MS; 2019. http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/tabcgi.exe?pni/cnv/cpnimg.def

Ferreira AP, Silva BS, Pereira MAD, Oliveira VC, Quites HFO, Amaral GG, et al. Checklist para avaliação do desempenho do Sistema de Informação de Imunização: desenvolvimento e validação. Rev Cub Inf Cienc Salud. 2021;32(1): e1688. http://www.rcics.sld.cu/index.php/acimed/article/view/1688/pdf_66

Rodrigues SB, Amaral GG, Silva BS, Oliveira GCCF, Tavares LOM, Oliveira VC, Guimarães EAA. Banco de dados - Uso do Sistema de Informação de Imunização do Brasil qual a realidade? 2021. Mendeley Data: version 1. https://doi.org/10.17632/mpy9jwtg92.1

Merhy EE. Saúde: a cartografia do trabalho vivo. In: Adscrição e população dos municípios por macrorregiões e microrregiões de saúde. 2ª ed. Belo Horizonte: SES Minas Gerais; 2014. 24 p.

Silva BS, Guimarães EAA, Oliveira VC, Cavalcante RB, Kerr-Pinheiro, Gontijo TL, et al. National Immunization Program Information System: implementation context assessment. BMC Health Serv Res. 2020; 20 (333):1-10. https://doi.org/10.1186/s12913-020-05175-9

Oliveira VC, Guimarães EAA, Perez G, Zacharias FCM, Cavalcante RB, Gontijo TL, et al. Factors related to the adoption of the Brazilian National Immunization Program Information System. BMC Health Serv Res. 2020;20(759):1-10. https://doi.org/10.1186/s12913-020-05631-6

Derrough T, Olsson K, Gianfredi V, Simondon F, Heijbel H, Danielsson N, et al. Immunisation Information Systems – useful tools for monitoring vaccination programmes in EU/EEA countries, 2016. Euro Surveill. 2017; 22(17):pii=30519. https://doi.org/10.2807/1560-7917.ES.2017.22.17.30519

Namageyo-Funa A, Aketch M, Tabu C, Macneil A, Bloland P. Assessment of select electronic health information systems that support immunization data capture - Kenya, 2017. BMC Health Serv Res. 2018; 18 (1). https://doi.org/10.1186/s12913-018-3435-9

Muscoplat MH, Rajamani S. Immunization Information System and Informatics to Promote Immunizations: Perspective from Minnesota Immunization Information Connection. Biomed Inform Insights. 2017;9. https://doi.org/10.1177/1178222616688893

Rodrigues SB, Assis GDP, Silva BS, Oliveira GCCF, Tavares LOM, Amaral GG, et al. Simulação realística na capacitação de profissionais de enfermagem em sala de vacinação. Res Soc Dev. 2021;10(3):e20810313314. https://doi.org/10.33448/rsd-v10i3.13314

Guimarães EAA, Morato YC, Carvalho DBF, Oliveira VC, Pivatti VMS, Cavalcante RB, et al. Evaluation of the Usability of the Immunization Information System in Brazil: A Mixed-Method Study. Telemedic e-Health. 2021; 27(5). http://doi.org/10.1089/tmj.2020.0077

Morato YC, Carvalho DBF, Oliveira VC, Dias TMR, Cavalcante RB, Amaral GG, et al. Análise do Sistema de Informação em Imunizações do Brasil sob a ótica das heurísticas de usabilidade. Rev Cub Inf Cienc Salud. 2020;31(2):e1515. http://rcics.sld.cu/index.php/acimed/article/view/1515/pdf_30

Silva BS, Coelho HV, Cavalcante RB, Oliveira VC, Guimarães EAA. Evaluation study of the National Immunization Program Information System. Rev Bras Enferm. 2018;71(Suppl 1):615-24. http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2017-0601

Moreno RA. Interoperabilidade de Sistemas de Informação em Saúde. J Health Inform. 2016; 8(3):1-2. http://www.jhi-sbis.saude.ws/ojs-jhi/index.php/jhi-sbis/article/viewFile/502/268

Publicado

2022-03-15

Cómo citar

1.
Barroso Rodrigues S, Gonçalves Amaral G, Santos Silva B, Cunha Corrêa Freitas de Oliveira G, Oliveira de Moraes Tavares L, Conceição de Oliveira V, et al. Uso do Sistema de Informação de Imunização do Brasil: qual a realidade?. Revista Cuidarte [Internet]. 15 de marzo de 2022 [citado 19 de junio de 2024];13(1). Disponible en: https://revistas.udes.edu.co/cuidarte/article/view/2138

Número

Sección

Artículos de Investigación

Categorías

Altmetrics

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Artículos más leídos del mismo autor/a