Fatores de risco nas neurocirurgias: um estudo de coorte no norte do Brasil

Palabras clave: Infecções relacionadas à assistência em saúde, Estudos Longitudinais, Neurocirurgia

Resumen

Introdução: Pacientes neurocirúrgicos apresentam elevado risco de complicações locais e sistêmicas que podem aumentar o tempo de internação e o risco de morte. Este estudo tem como objetivo avaliar a incidência de infecções relacionadas à assistência à saúde e os fatores de risco associados em pacientes submetidos às neurocirurgias. Materiais e Métodos: Estudo de coorte prospectiva, realizado em um Hospital de grande porte do estado de Rondônia, no período de 2018 a 2019, incluindo 36 pacientes. Resultados: A incidência de infecções relacionada à assistência à saúde foi 19,4 a cada 100 pacientes (IC95%: 8,19 – 36,02). Ter utilizado sonda nasoenteral aumentou em 6,5 vezes o risco de IRAS (IC 95%: 1,26 – 33,5), a ventilação mecânica aumentou 5,52 vezes o risco (IC95%: 1,23 – 24,6), a presença de traqueostomia aumentou seis vezes (IC95%: 1,34 – 26,8) e realização de exame invasivo aumentou o risco em 6,79 para ter infecção (IC95%: 1,31 – 35,05). Na
análise ajustada as variáveis não apresentaram significância estatística. Discussão: A incidência de infecções foi maior do que em regiões com melhores condições socioeconômicas o que pode estar relacionado à menor adesão de boas práticas na assistência. Conclusão: Nas neurocirurgias além das infecções de sítio cirúrgico outras topografias também devem ser consideradas para investigação de infecção. O uso de dispositivos invasivos foi associado à ocorrência de infecções relacionadas à assistência à saúde, portanto as boas práticas no seu uso são essenciais no momento da indicação e uso destes dispositivos.

Como citar este artigo: Araújo, Laís Xavier de; Pereira, Priscilla Perez da Silva; Deus, Josimeire Cantanhêde de; Pontes, Daniela Oliveira; Hang, Adriana Tavares; Freitas, Jeanne Lúcia Gadelha; da Silva, Valéria Moreira; Paiva, Karla de Paula; de Souza, Caren Juliana Moura; Meireles, Carla Vanessa Suaris; Rodrigues, Mariana Delfino; Tavares, Daniella Thamara da Silva; Rosa, Marcela Miranda Sanches. Fatores de risco nas neurocirurgias: um estudo de coorte no norte do Brasil. Revista Cuidarte. 2022;13(2): e2154.  http://dx.doi.org/10.15649/cuidarte.2154

Biografía del autor/a

Laís Xavier de Araújo, Universidade Federal de Rondônia

Acadêmica do curso de Enfermagem pela Fundação Universidade Federal de Rondônia - UNIR. Pesquisadora e integrante do Laboratório de Pesquisa sobre Cuidados em Saúde (LAPECS) desde 2018. Bolsista de Iniciação Científica PIBIC/UNIR/CNPQ. Voluntária do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET - Saúde Interprofissionalidade) desde 2020. Tem experiência na área de Enfermagem, com ênfase em Enfermagem em Saúde Coletiva e Vigilância em Saúde.

Priscilla Perez da Silva Pereira, Universidade Federal de Rondônia (UNIR)

Doutora em Ciências da Saúde pela Universidade de Brasília (2016). Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente pela Universidade Federal de Rondônia (2010). Especialista em Enfermagem em Nefrologia pela UNIFESP (2007). Possui graduação em Enfermagem (2005). Atualmente é professora na Universidade Federal de Rondônia no Departamento de Enfermagem, docente do Mestrado PROFSaude, Especialização em Saúde Pública, Residência em Saúde da Família, líder do Laboratório de Pesquisa sobre Cuidados em Saúde (LAPECS) e representante do Nusau na Rebrats.

Josimeire Cantanhêde de Deus, Universidade Federal de Rondônia (UNIR)

Acadêmica de Enfermagem pela Fundação Universidade Federal de Rondônia - UNIR. Conselheira discente do Conselho de Departamento de Enfermagem CONDEP/DENF (2019-2020). Pesquisadora no Laboratório de Pesquisa sobre Cuidados em Saúde (LAPECS) desde 2018. Voluntária no Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET - Saúde Interprofissionalidade). Bolsista PIBIC/CNPQ.

Daniela Oliveira Pontes, Universidade Federal de Rondônia (UNIR)

Possui graduação em Enfermagem pela Universidade Federal de Goiás (2002). Doutoranda pela Universidade Federal de Goiás. Atualmente é professora adjunta da Universidade Federal de Rondônia. Vice-líder do grupo de pesquisa LAPECS. Linha de Pesquisa Segurança do paciente nas Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde e no Processamento de Produtos para Saúde.

Adriana Tavares Hang, Universidade Federal de Rondônia (UNIR)

Cursando doutorado em Enfermagem na Escola de Enfermagem Anna Nery EEAN - UFRJ (2017- 2021), mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente PGDRA/UNIR (2017), Especialização Lato sensu em Enfermagem em Unidade de Terapia Intensiva FSL (2007), especialização Lato sensu em Regulação em Saúde no SUS - IEP/Sírio Libanês (2014), bacharelado e licenciatura em Enfermagem pela Universidade Federal de Rondônia (2003). Professora Assistente do departamento de Enfermagem da Universidade Federal de Rondônia (UNIR) de 2013 até o momento.

Jeanne Lúcia Gadelha Freitas, Universidade Federal de Rondônia (UNIR)

Professora do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de Rondônia. Doutora em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários pela UFPA, Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente pela UNIR, Especialista em Gestão Descentralizada em IST/HIV/Aids pela UFM, Especialista em Formação Pedagógica em Educação na Área de enfermagem e em Doenças Tropicais pela UNIR. Membro do Centro de Estudos e Pesquisa em saúde Coletiva-CEPESCO e do Laboratório de Práticas em Saúde Coletiva-LAPECS. Tem experiência em Educação Popular para o SUS junto à comunidades ribeirinhas, coordena projeto de extensão em saúde sexual e reprodutiva desde 2011. Coordena pesquisa sobre Atenção à saúde da criança em Porto Velho.

Valéria Moreira da Silva, Universidade Federal de Rondônia (UNIR)

Graduada em Enfermagem pela Fundação Universidade Federal de Rondônia - UNIR em 2002, Mestre em Ensino em Ciências da Saúde pela UNIR (2018). Especialista em Educação Profissional na área de Saúde: Enfermagem pela FIOCRUZ (2007) com ênfase em Saúde da Família, assistencial e emergência. Especialista em Auditoria em Saúde pela Faculdade São Lucas (2010) e Especialização em Enfermagem de Família e Comunidade pela Fundação MF da Argentina - Buenos Aires (2007) em EAD. Atualmente exerce o cargo de Professor do Magistério Superior da Universidade Federal de Rondônia. Membro efetivo do Grupo de Estudos em Tuberculose (GET) e do Laboratório de Pesquisas sobre Cuidados em Saúde (LAPECS).

Karla de Paula Paiva, Centro de Medicina Tropical de Rondônia (CEMETRON)

Graduação em Enfermagem pela Universidade de Taubaté (UNITAU) . Especialista em Enfermagem em Centro Cirúrgico e Central de Material e Esterilização (UNILEYA). Cursando MBA em gestão de Central de Material e Esterilização (CME) pela FACEAT. Coordenadora da CME do Centro de Medicina Tropical de Rondônia (CEMETRON) . Preceptora da Residência Uniprofissional de Enfermagem em Centro Cirúrgico e Central de Material e Esterilização coordenada pelo COREMU/SESAU RO. Membro do Laboratório de Pesquisa sobre Cuidados em Saúde (LAPECS).

Caren Juliana Moura de Souza, Centro de Medicina Tropical de Rondônia (CEMETRON)

Enfermeira graduada na Universidade Federal de Rondônia - UNIR Colaboradora do Laboratório de Pesquisa sobre Cuidados em Saúde - LAPECS da UNIR. Enfermeira na UTI do Hospital CEMETRON em Porto Velho/RO. Enfermeira na Unidade de Pronto Atendimento da Zona Leste de Porto Velho.

Carla Vanessa Suaris Meireles, Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO)

Doutoranda em Ciências Biomédicas pelo Instituto Universitário de Rosário IUNIR-Argentina. Residência de Enfermagem em Clínica Cirúrgica pela Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde - FEPECS- DF (2010). Especialista em Docência na Educação Superior pela Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires - FACESA-GO (2010). Especialista em Enfermagem do Trabalho pela Faculdade Estácio de Sá-RJ (2018). Atualmente enfermeira do trabalho do Tribunal de Justiça de Rondônia. Pesquisadora do Laboratório de Pesquisa sobre Cuidados em Saúde (LAPECS) pela Universidade Federal de Rondônia - UNIR

Mariana Delfino Rodrigues, Centro Universitário Aparício Carvalho (FIMCA)

Doutoranda em Ciências Biomédicas pelo Instituto Universitário Italiano de Rosário - IUNIR (Argentina). Mestre em Doenças Infecciosas e Parasitárias pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2013), possui graduação em Enfermagem pela Universidade de Uberaba (2004). Especialista em Vigilância em Saúde: Controle de Zoonoses, pela Fundação de Medicina Tropical do estado do Tocantins (2008), Enfermagem do Trabalho (2010) e Ginecologia e Obstetrícia (2013). Atua nas seguintes áreas: Doenças infecciosas, Câncer, Ostomias e Saúde da Mulher.

Daniella Thamara da Silva Tavares, Hospital de Base Ary Pinheiro (HBAP)

Bacharel em Enfermagem pela Faculdade Interamericana de Porto Velho - UNIRON. Atuou ativamente do corpo de voluntários da Cruz Vermelha Brasileira - CVB, como Coordenadora do Departamento de Voluntariado e Movimento da Juventude na CVB. É membro no grupo de pesquisa Centro de Estudo e Pesquisa em Saúde Coletiva - CEPESCO, da Universidade Federal de Rondônia como técnico desde Abril de 2018.

Referencias

Ferreira LL, Azevedo LMN, Salvador PTCO, Morais SHM, Paiva RM, Santos VEP. Nursing care in Healthcare-Associated Infections: a Scoping Review. Rev Bras Enferm. 2019; 72(2):476-83. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0418

Carvalho RLR, Campos CC, Franco LMC, Rocha AM, Ercole FF. Incidence and risk factors for surgical site infection in general surgeries. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 2017; 25:e2848. http://dx.doi.org/10.1590/1518-8345.1502.2848

World Health Organization. Global guidelines for the prevention of surgical site infection. WHO. 2016. https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/250680/9789241549882-eng.pdf?sequence=8

Fusco SFB, Massarico NM, Alves MVMFF, Fortaleza CMCB, Pavan ECP, Palhares VC, et al. Surgical site infection and its risk factors in colon surgeries. Rev Esc Enferm USP. 2016; 50(1):43-9. https://doi.org/10.1590/S0080-623420160000100006

Lins AC, Pontes GO, Damian MM. Infecções Hospitalares em pacientes submetidos à Clipagem de Aneurisma internados na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Universitário Getúlio Vargas na Cidade de Manaus-AM. JBNC Bras Neurocirurg. 2012; 23(4): 281-287. https://doi.org/10.22290/jbnc.v23i4.1479

Siqueira EMP, Diccini S. Complicações pós-operatórias em neurocirurgia eletiva e não eletiva. Acta Paul Enferm. 2017; 30(1):101-8. https://doi.org/10.1590/1982-0194201700015

Herrero S, Carrero E, Valero R, Rios J, Fábregas N. Postoperative surveillance in neurosurgical patients – usefulness of neurological assessment scores and bispectral index. Brazilian Journal of Anesthesiology. 2017; 67(2):153-165. http://dx.doi.org/10.1016/j.bjan.2016.12.001

Borges ES, Ferreira SCM. Validação de instrumento para controle e prevenção e de infecção de sítio cirúrgico em neurocirurgia. Rev. enferm. UFPE on line. 2016;10(6): 4778-4787. https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/11256

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (BR). Critérios Diagnósticos de Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde/Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Brasília: Anvisa. 2013. https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/criterios_diagnosticos_infeccoes_assistencia_saude.pdf

Araújo, LX. Base de dados das variáveis para análise das infecções relacionadas às neurocirurgias. Mendeley Data. 2022. https://doi.org/10.17632/8pn24bg8f8.1

Ministério da Saúde (BR). Resolução n°466, de 12 de dezembro de 2012. Trata de pesquisas em seres humanos e atualiza a resolução 196. Diário Oficial da União, seção 1, Brasília, DF. 2013. https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cns/2013/res0466_12_12_2012.html

Sarmento SDG, Dantas RAN, Dantas DV, Oliveira SP, Henriques LMN, Costa IB. Perfil das vítimas de afecções neurológicas atendidas por um serviço pré-hospitalar móvel de urgência. Cogitare Enfermagen. 2017; 22(2): e49698. http://dx.doi.org/10.5380/ce.v22i2.49698

Sader E, Moore J, Cervantes-Arslanian AM. Neurosurgical Infections. Semin Neurol. 2019; 39(4):507-514. https://doi.org/10.1055/s-0039-1693107

Abulhasan YB, Abdullah AA, Shetty SA, Ramadan MA, Yousef W, Mokaddas EM. Health Care‑Associated Infections in a Neurocritical Care Unit of a Developing Country. Neurocrit Care. 2020; 32:836–846. https://doi.org/10.1007/s12028-019-00856-8

Zeng L, Wang L, Ye F, Chen J, Lei T, Chen J. Características clínicas de pacientes com meningiomas intracranianos assintomáticos e resultados do tratamento cirúrgico. Neurosurg Rev. 2015; 38:481–488. https://doi.org/10.1007/s10143-015-0619-1

Irffi GP, Tofani GB, Silva CCM, Vieira FC, Silva ILA, Couto BRGM, et al. Fatores de Risco para Infecção Pós-Craniotomia. R Epidemiol Control Infec, Santa Cruz do Sul. 2016; 6(4):152-157. http://dx.doi.org/10.17058/reci.v6i4.7296

Bellusse GC, Ribeiro JC, Campos FR, Poveda VB, Galvão CM. Fatores de risco de infecção da ferida operatória em neurocirurgia. Acta Paul Enferm. 2015; 28(1):66-73. https://doi.org/10.1590/1982-0194201500012

Hespanhol LAB, Ramos SCS, Junior OCR, Araújo TS, Martins AB. Infecção relacionada à Assistência à Saúde em Unidade de Terapia Intensiva Adulto. Enfermeria Global. 2019; 18(1): 215-254, 2019. https://doi.org/10.6018/eglobal.18.1.296481

Algra AM, Lindgren A, Vergouwen MDI, Greving JP, Van der Schaaf IC, Van Doormaal TPC, et al. Procedural Clinical Complications, Case-Fatality Risks, and Risk Factors in Endovascular and Neurosurgical Treatment of Unruptured Intracranial Aneurysms: A Systematic Review and Meta-analysis. JAMA Neurol. 2019;76(3):282-293. https://doi.org/10.1001/jamaneurol.2018.4165

Fang C, Zhu T, Zhang P, Xia L, Sun C. Risk factors of neurosurgical site infection after craniotomy: A systematic review and meta-analysis. Am J Infect Control. 2017;45(11):e123-e134. https://doi.org/10.1016/j.ajic.2017.06.009

Anderson PA, Savage JW, Vaccaro AR, Radcliff K, Arnold PM, Lawrence BD, Shamji MF. Prevention of Surgical Site Infection in Spine Surgery. Neurosurgery. 2017;80(3S): S114-S123. https://doi.org/10.1093/neuros/nyw066

Publicado
2022-07-01
Cómo citar
1.
Xavier de Araújo L, Perez da Silva Pereira P, Cantanhêde de Deus J, Oliveira Pontes D, Tavares Hang A, Gadelha Freitas JL, Moreira da Silva V, de Paula Paiva K, Moura de Souza CJ, Suaris Meireles CV, Delfino Rodrigues M, da Silva Tavares DT, Sanches Rosa MM. Fatores de risco nas neurocirurgias: um estudo de coorte no norte do Brasil. Rev Cuid [Internet]. 1 de julio de 2022 [citado 10 de agosto de 2022];13(2). Disponible en: https://revistas.udes.edu.co/cuidarte/article/view/2154
Sección
Artículos de Investigación

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.